Milionário ganhador da Mega-Sena é ass4ssin4d0 em Hortolândia

Milionário ganhador da Mega-Sena é ass4ssin4d0 em Hortolândia

Esse foi o triste fim de mais uma história de ganhador da Mega-Sena. Confira no vídeo.
====================================
SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS
Instagram: https://www.instagram.com/doctorlotto/
Facebook: https://www.facebook.com/DoctorLottoBrasil
Youtube: https://www.youtube.com/doctorlotto
====================================
#MegaSena #Ganhador #Loterias #doctorlotto
Mais uma história triste que a gente vem aqui no canal contar sobre um ganhador da Mega-Sena.
Já contamos a história do ganhador da Mega-Sena do Rio de Janeiro, o Renné Sena, lembra?
E também do pedreiro Otaviano que foi sequestrado em São Paulo.
Hoje a história é do Jonas Lucas Alves Dias, morador da cidade de Hortolândia, que teve sua vida ceifada por conta do enorme prêmio que ganhou em 2020!
Vou contar essa história todinha pra você, mas antes se inscreva aqui no canal e ative o sininho pra receber todas as notícias e dicas sobre loterias em primeira mão.
Em 2020, no concurso 2296 da Mega-Sena, duas apostas se sagraram vencedoras no sorteio do dia.
As dezenas sorteadas naquele 5 de setembro de 2020 foram: 01, 06, 21, 29, 36 e 59.
Com isso, cada aposta ganhadora levou pra casa R$ 47.160.446,98, sendo uma feita pelo Canal Eletrônico e outra na cidade de Campinas, São Paulo.
A aposta do Canal Eletrônico nós não sabemos quem ganhou, mas, infelizmente, essa semana descobrimos quem era o ganhador da cidade de Campinas, em São Paulo.
E de uma forma bem triste.
O ganhador de Campinas era Jonas Lucas Alves Dias, de 55 anos, morador da cidade de Hortolândia, que é bem próxima a Campinas.
Ele levou essa bolada de mais de 47 milhões em 2020, mas manteve sua vida simples: continuou morando na mesma casa, tendo os mesmos hábitos de ir à padaria, ir ao bar com os amigos.
Só que com uma diferença: todos no bairro sabiam que ele havia ficado milionário.
No último dia 12, Jonas Lucas saiu pra comprar pão, como sempre fazia diariamente. Só que, no meio do caminho… foi sequestrado.
A polícia estima que Jonas tenha ficado quase 20 horas em poder dos bandidos, que tentaram sacar dinheiro na boca do caixa e fizeram um PIX que totalizaram 20.600 reais.
Além disso, obrigaram Jonas a mandar áudios para sua gerente do banco solicitando um valor de 3 milhões de reais, que foi negado pela gerente.

Sem conseguir o dinheiro, os bandidos abandonaram Jonas na Rodovia dos Bandeirantes, em São Paulo, com ferimentos graves. Ele foi encontrado com vida, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.
A polícia já sabe que o crime foi motivado porque essas pessoas sabiam que Jonas havia ganho na Mega-Sena e queriam o dinheiro dele.
Infelizmente, ganhar na loteria tem que tomar muitos cuidados e a gente já alertou algumas vezes aqui no canal.
O ideal é que o menor número de pessoas saibam disso, porque a ganância dos outros por dinheiro pode colocar sua vida e sua segurança em risco.
Então, voltamos a repetir: é possível ter uma vida simples, sem abandonar velhos hábitos, como Jonas fazia, desde que as pessoas não saibam disso, porque no nosso mundo e, principalmente, nosso país, é preciso ter muito cuidado.
Dito isso, queremos saber de vocês que sempre nos acompanham no canal: vocês continuariam a ter uma vida simples ou deixariam pra trás os velhos hábitos se ganhassem 47 milhões de reais na Mega-Sena? Deixe seu comentário aí!
A gente espera que esse tipo de situação não aconteça mais no Brasil e que os ganhadores de prêmios grandes possam continuar a desfrutar dos seus prêmios em paz e com toda a segurança que se deve ter.
Eu vou ficando por aqui, por isso curta o vídeo, se inscreva no canal e ative o sininho pra receber todas as nossas notificações. Até a próxima e boas apostas!

Inscreva-se em nosso canal e acompanhe diariamente o mundo das loterias. Clique aqui: http://bit.ly/YoutubeDoctorLotto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

19 − 13 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.